S.O.S. DA CRIANÇADA - Dia 13/Nov

CRITIQUE OS ATOS, NÃO A CRIANÇA...

Jamais diga, por exemplo, que seu filho é burro, malvado, preguiçoso ou mentiroso, ou de qualquer outra coisa negativa. Ou ele vai se convencer disso e pode começar a agir de acordo com esse rótulo. Centre sua reprovação sobre a atitude de que não gostou. Por exemplo: "Não puxe o rabo do cachorro porque isso machuca". O certo é dizer que a ação dele é condenável e incompatível com a pessoa elogiável que ele é.

O primeiro de tudo isso é o diálogo. O diálogo com a criança, para poder, por meio da compreensão, descobrir quais são as dificuldades que ela está enfrentando, quais os aspectos dessas dificuldades.

Se você quer que seu filho seja gentil, responsável e carinhoso, deve dar o exemplo. As crianças tomam os pais como modelo e tendem a imitar seus comportamentos. É muito mais importante não mentir, exercitar-se e comer adequadamente do que dizer para a criança que ela não deve mentir, que deve se exercitar e que precisa comer determinados alimentos. Se você deseja que ela se interesse por leitura, por exemplo, leia diante dela e leia para ela. “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço” não funciona com crianças. Lembre-se de rir com a criança, mas nunca ria dela, porque isso é desrespeitoso. Brincadeira é quando todos se divertem. Se apenas um ri, é agressão. Configura desrespeito. E a criança só constrói o respeito pelo outro se ela própria é respeitada.

Uma criança que cresce com uma boa auto-estima é uma pessoa capaz de gostar de si própria e por consequência gostar dos outros. O poder que uma mãe e ambos os pais podem ter a desencadear este tipo de positivismo é inacreditável, mas infelizmente também podem desencadear uma baixa auto-estima. Saiba que uma pessoa com uma boa auto-estima é uma pessoa mais capaz de se auto-respeitar e de não permitir que outros abusem dela. Para que uma criança cresça com uma ideia positiva de si mesma, existem alguns conselhos que deve considerar:

1. Abrace-a todos os dias.

2. Diga que a ama todos os dias.

3. Não desrespeite os seus sonhos para o futuro. Se o seu filho começar a dizer que quer ser bombeiro, então porque não? Sorria e aceite o que ele diz com sinceridade, se ele quiser mudar de ideias ele mudará.

4. Diga-lhe o quanto perfeita é, assim como é. Reforce a ideia da sua aceitação pessoal, de que cada pessoa é única e tem muitas qualidades que a fazem ser única, especial e digna de ser amada.

5. Certifique-se que a sua criança sabe que pode sempre contar consigo. Mesmo que tudo e todos abandonem e critiquem um filho, ele terá de saber que pode sempre contar com a mãe e com o pai.

6. Oiça realmente o que a sua criança tem para dizer. Não se limite apenas a acenar com a cabeça, responda e mantenha um diálogo.

7. Incentive o uso da imaginação. Dê a liberdade criativa que uma criança necessita para se desenvolver, encorajando-a a brincar com a imaginação.

Então saiba que a crítica fere, e ninguém gosta de ser ferido. Se vir alguma coisa errada, fale com amor e carinho, procurando ajudar.

0 comentários:

Postar um comentário

Contato

Participe vc também, deixando seu recado, cartinha ou nos ligando:

tempodesercriancafm@yahoo.com.br
tempodesercrianca@hotmail.com

Tel.: 84 3521-4020