S.O.S da Criançada - Dia 18/Dez


MUDANÇAS DE TEMPO:
CUIDADO COM AS DOENÇAS DE INVERNO!




Em um dia de inverno, Gustavo acordou com dor de cabeça, garganta inflamada, febre alta, espirrando e tossindo sem parar. Sua mãe sentenciou: “É gripe!”. O pai de Gustavo foi mais cauteloso “Que nada, não passa de resfriado...”. Aí, o menino ficou embaralhado. “Ué, e tem diferença?”, pensou. Mal sabe Gustavo que gripe e resfriado não são a mesma coisa, embora compartilhem algumas características.

Se você já ficou assim, sabe quais são os sintomas das doenças de inverno, que vão de um resfriado a outras doenças mais complicadas, como: asma, sinusite, bronquite, pneumonia...
Essas enfermidades são comuns neste período porque, com a queda de temperatura, a tendência é ficarmos mais próximos uns dos outros em lugares fechados, com pouca ou nenhuma ventilação. Isso facilita o aparecimento de vírus e bactérias.

Para nós, a diferença principal entre gripe e resfriado é a intensidade dos sintomas. Se, em um dia, você começou a espirrar, no outro, sua garganta doía e, depois, apareceu tosse e um pouco de febre, saiba que isso pode ser apenas um resfriado. Ele vem “aos poucos” e seus sintomas são mais brandos. Na gripe, as dores são mais fortes, temos febres mais altas e o vírus ataca de uma vez. De um dia para o outro, ficamos gripados. Foi o que aconteceu com Gustavo!

É do inverno que eles gostam mais
Vale lembrar que, de tão pequenos, os vírus só são vistos com a ajuda de um microscópio, mas circulam entre as pessoas por todo o ano. É no inverno que temos mais chance de entrarmos em contato com eles, porque, para nos protegermos do frio, ficamos com mais frequência em ambientes fechados e não-ventilados, o que facilita a contaminação. A mudança de temperatura também enfraquece nosso corpo, que não consegue combater tão bem esses invasores. Quando estamos infectados e tossimos ou espirramos, liberamos no ar gotículas com os vírus, que podem chegar a outras pessoas.

Aliás, sabia que os cientistas ficam de olho, durante o ano, nos vírus que causam as gripes mais fortes, o influenza A e o B? Isso porque o influenza A já provocou epidemias, matando milhares de pessoas, pois é capaz de sofrer mutações: alterações, mudanças. Neste ano, ao observar o vírus para saber como ele estava se comportando, os pesquisadores descobriram um tipo novo: o da gripe A/H1N1, causada por uma mutação do influenza A..

Então, como nos prevenir?

Temos algumas dicas especiais que o programa Tempo de ser criança separou para você:
 
·   Lave bem as mãos com frequências.
· Mantenha as mãos longe do rosto, porque o vírus da gripe costuma entrar no corpo através da boca, do nariz e dos olhos. Então, todo cuidado é pouco.
·   Não use copo nem toalhinhas de mão de outra pessoa.
·  Beba bastante água e se alimente bem
· Evite brincar em cima de tapetes; prefira forrar o chão com um lençol ou edredom e brincar à vontade
·         Lave, sempre que for necessário, seus brinquedos e bichinhos de pelúcia para que eles não acumulem pó e ácaros.
·   Peça à sua mãe que não perca as datas da vacinação, porque esta é fundamental na prevenção de gripes e resfriados.
·    Caso fique resfriado ou gripado, procure um médico para ele receitar o remédio ideal para você.

0 comentários:

Postar um comentário

Contato

Participe vc também, deixando seu recado, cartinha ou nos ligando:

tempodesercriancafm@yahoo.com.br
tempodesercrianca@hotmail.com

Tel.: 84 3521-4020